Sobre a minha paixão na Austrália: Melbourne

MELBOURNE_HEADER

Quem acompanha o GNC sabe que durante o mês de maio estive ausente do blog pois viajei para a Austrália (mas não abandonei vocês e durante todo o mês deixei uma foto e uma dica de Toronto por dia). Ai voltei de viagem em junho e tive que escrever minha tese de doutorado… como não poderia deixar o blog ausente pedi pro maridão escrever sobre a nossa viagem à terra dos Cangurus. Mas nesse meio tempo começamos a fazer o novo design do blog – coming soon – e o marido acabou não conseguindo escrever todos os posts da viagem, deixando de fora 2 destinos – Melbourne e Great Ocean Rpad. Confesso pra vocês que até gostei pois queria muito escrever pra vocês sobre Melbourne, a cidade Australiana que me apaixonei.

Melbourne é a capital e a cidade mais populosa do estado de Victoria – há cerca de 62 mil habitantes na cidade propriamente dita e mais de 4 milhões de habitantes na sua região metropolitana. A cidade foi fundada em 1835 e teve 2 grandes ciclos de desenvolvimento: um na década de 1850 impulsionado pela procura do ouro (fez com que Melbourne ultrapassasse Sydney e se tornasse a capital temporária e sede do governo Australiano entre 1901 e 1927), e um após a Segunda Guerra Mundial, quando o Governo deu um incetivo enorme à imigração. Esses dois grandes acontecimentos históricos moldaram Melbourne e traços da década de ouro e da imigração influenciam várias partes da cidade e a fazem ser especial. Por exemplo, a cidade é super multicultural e tem Chinatown e bairro italiano. Em relação a época de ouro, há vários prédios super lindos lembrando muito a Europa e que foram construídos nesta época de desenvolvimento.

Melbourne me lembrou muito Toronto – e talvez seja este um dos motivos que me fez gostar tanto da cidade: multicultural (várias raças, povos, culturas em um só lugar), culinária maravilhosa (vários restaurantes, de diversas cozinhas), vida cultural agitada, e arquitetura mista (o velho misturado com o novo em perfeita harmonia). A única coisa que Melbourne ganha disparado de Toronto são as cores: Melbourne é super colorida, seja na arquitetura e nos parques, o que não é tão destacado em Toronto.

Ah, e não posso deixar de falar que Melbourne é umas das principais cidades do mundo com melhor qualidade vida – senão a de maior – e isso me fez criar uma grande expectativa em relação à cidade, expectativa essa que foi correspondida. Melbourne impressiona: é limpa, extremamente organizada, possui um transporte publico que funciona, possui educação de qualidade (a Universidade de Melbourne é demais), e me conquistou! Como é de costume aqui no blog eu resolvi escrever uma lista das 10 atrações que mais gostei em Melbourne e que, na minha opinião, você não pode deixar de visitar. Ainda, trago dicas úteis sobre restaurantes que gostei, aonde fiquei hospedada, meios de transporte e locais para compras. Espero de coração que as dicas sejam válidas e que vocês aproveitem e se apaixonem por Melbourne assim como eu aproveitei e me apaixonei. Enjoy!

Continuar lendo

Publicado em Australia, Travel | Marcado com , , , , , , , | 5 Comentários

Since 1969

TomsDairyFreeze_Toronto

Quem passa pela Queensway Avenue no verão certamente já notou uma fila enorme de pessoas esperando para comprar um sorvete no Tom’s Dairy Freeze. E eu sempre tive vontade – sempre! – de parar e experimentar o famoso cone. Finalmente semana passada fomos para lá especialmente para provar o sorvete, um dos mais velhos e mais famosos de Toronto, e adoramos.

O Tom’s Dairy Freeze abriu em 1969 e não mudou muito desde então: ainda possui uma sensação de drive-in, com vagas de estacionamento ao seu redor, mesas de pic-nic com guarda-chuvas azuis, e uma janela baixa na frente da loja aonde você faz seu pedido, que deve ser pago em dinheiro.

O produto mais popular é o cone com cobertura (que pode ser de chocolate ao leite, blueberry e caramelo. O cone é feito de creme e não de leite (super light! hehehehe), o que deixa o gosto bem forte (e delicioso) e uma consistência diferente dos sorvetes normais. Pedimos o cone regular – que é surpreendetemente alto – e adoramos o sabor, bem diferente dos outros cones que eu já comi. Além dos cones eles tem no cardádio milkshake, banana split, cachorro-quente, batatas-fritas e mais um montão de coisas gostosas. Fica a dica.

photo-(5)

Continuar lendo

Publicado em Comida, Toronto | Marcado com , , , | 6 Comentários

Oito de julho de dois mil e quatorze

Enquanto no Brasil a seleção era goleada de 7X1 (sem comentários, ainda estou chocada!), aqui em Toronto chovia muito forte (algumas ruas chegaram a ficar alagadas) e a noite foi beeeem sinistra. Fomos para o Polson Pier às 9 da noite tomar um ar – depois de não acreditarmos no que vimos das 4-6:30pm horário de Toronto – e ficamos impressionados com as nuvens que “rodeavam Toronto”. Melhor esquecer este tal de oito de julho de dois mil e quatorze, não é mesmo?

DSC_8565

Publicado em Lifestyle | Marcado com , , | 2 Comentários

Route du Fleuve em Québec

Route_du_Fleuve_GNC

Charlevoix é uma bela região da província de Quebec, famosa por sua topografia de colinas e montanhas que adornam o Rio São Lourenço. A paisagem é na verdade o resultado de um meteorito enorme que desabou há milhões de anos e criou uma cratera profunda com cerca de 60 km de diâmetro. As principais cidades da região são: Baie-Saint-Paul, Malbaie, Saint-Siméon, Saint-Hilarion, Saint-Irenee, Les Eboulements, e Isle-aux-Coudres. Charlevoix atrai muitos visitantes – especialmente no verão – por causa do agroturismo, culinária, arte e cultura, e pelas rotas cênicas, com destaque para a Route du Fleuve.

A Route du Fleuve ou Rota do Rio São Lourenço é um caminho de um pouco mais de 50km pela Highway 362 pela região de Charveloix ou melhor, parte dela, ligando as cidades de La Malbaie e Baie-Saint-Paul. A rota é bem pitoresca e você vai acompanhando o rio e as montanhas passando por campos e cidadezinhas totalmente Francesas. Clique aqui e veja mais informações incluindo opções de hospedagem, restaurante e atividades turísticas.

Route du Fleuve

Route-du-Fleuve2

Continuar lendo

Publicado em Canada, Travel | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários

10 motivos para visitar o Canada’s Wonderland

Logo_CanadasWonderland

Neste sábado fomos visitar o parque temático Canada’s Wonderland que fica pertinho de Toronto (50km ao Norte do centro de Toronto, do lado do Vaughan Mills Mall). Para chegar no local você pode ir de carro (pela Highway 400 Norte e o estacionamento custa $20 ou $25 –
mais próximo da entrada, se você chegar mais tarde esses $5 a mais são muito bem pagos) ou de transporte público (a melhor maneira de chegar é pegando o GO Bus saindo das estações do metro Yorkdalle ou York Mills). É possível também chegar via TTC, mas dizem que o trajeto é mais demorado e desconfortável.

Foi um dia muuuito especial e eu recomendo a visita a este parque incrível para todos que estão visitando a cidade. Por isso, resolvi escrever um post com os 10 motivos para você visitar o Canada’s Wonderland. Espero que vocês curtam minhas dicas.

1. É o primeiro grande parque temático do Canadá e o maior do país.

Impossível visitar Toronto e não conhecer o maior parque de diversões do Canadá, não é mesmo? O Canada’s Wonderland é um parque temático de 330 acres localizado em Vaughan (um subúrbio ao Norte de Toronto). O parque foi aberto em 1981 e é o primeiro grande parque temático no Canadá e o maior do país. O Canada’s Wonderland é o parque temático sazonal (que fecha em alguns períodos do ano – no caso inverno) mais visitado na América do Norte: em 2013 foram 3.580.000 visitantes. Impossível depois destes números não reservar um dia das suas férias em Toronto para visitar o local, certo? O parque fica aberto diariamente de maio a setembro e somente nos finais de semana até o início de novembro (clique aqui e veja horários de abertura).

Canada'sWonderland_MainEntrance

Continuar lendo

Publicado em Atrações, Toronto | Marcado com , , , , , | 14 Comentários

Rota dos Fiordes Canadenses

Route

DSC_7754

Quando ouvimos a palavra “fjord” a maioria das pessoas pensa na Escandinávia ou na Noruega. Poucos pensam do Canadá. Mas, por aqui também existem fiordes e eles são chamados de “Fjord Saguenay” e são relativamente desconhecidos e localizados em uma região inexplorada ao Norte da península de Québec. Em todo o mundo há 2130 fiordes; destes, apenas 38 possuem 100 ou mais km de comprimento, sendo o Saguenay um deles. Mas o que realmente distingue o Fjord Saguenay do resto é a sua localização sul: é o fiorde mais ao Sul da América do Norte que é navegável e habitado.

Facts_SaguenayFjords

Continuar lendo

Publicado em Canada, Travel | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

E julho chegou…

welcomejuly

E julho chegou… já com um feriado (mês bom já começa com um dia de folga, não é mesmo?)! O dia 1o. de julho é sempre feriado no Canadá – Canada Day – e este ano caiu na terça feira e, como bons brasileiros que somos, não resistimos e tiramos férias na segunda para curtir bons dias de descanso. O primeiro dia do mês de julho sempre é dia de ver fogos de artifício, de curtir o calor e de ficar na rua até beeem tarde (pois os fogos começam somente quando escurece, e está escurecendo perto das 10pm).

E julho chegou… cheio de expectativas. Depois de entregar a minha tese de doutorado para meu supervisor corrigir, entrego semana que vem para o comitê e ainda em julho faço minha primeira defesa. Junho foi o mês de escrever as 269 páginas mais importantes e desafiadoras da minha vida… importante sim porque é agora que tenho que mostrar o quê estivesse fazendo aqui por 4 longos anos. Porque estou chegando ao final de uma etapa bem importante e uma das mais desafiadoras da minha vida acredito que julho será um mês de reflexão, do coração fazer uma retrospectiva desses quatro anos de estudo, de pensar no lado positivo e negativo de ter decidido estudar em Toronto, de resgatar na memória tudo que o doutorado me trouxe: aprendizado, amadurecimento, amigos…

E julho chegou… e é com ele que eu fico um ano mais “experiente”. Muitas pessoas usam o 31 de dezembro para fazer o balanço do ano, modificar o que não está legal, fazer planos, pesar os lados positivos e negativos… eu geralmente faço isso nos meus aniversários. Gosto de analisar as coisas boas e ruins. Gosto de pensar em como eu estava há um ano atrás e como estou agora…

E julho chegou… e eu estou de braços abertos esperando tudo que ele vai me trazer.

**Abaixo algumas fotinhos que o maridão bateu dos fogos do 1 de julho da Lakeshore. Não conseguimos ficar muito tempo pois levamos Jojoe – esquecemos que ele é um cachorro e cachorros odeiam fogos – e tivemos que voltar antes dele ter um ataque cardíaco. Mas deu para registrar alguns momentos.

DSC_8239

DSC_8244

DSC_8245

Publicado em Inspiring, Lifestyle | Marcado com , , | 7 Comentários

5 atrações em Québec city

Badge1

No feriadão do dia do Canadá (1 de julho) resolvemos tirar uns dias de férias e fazer uma viagem até a região dos Fjords Canadenses (escreverei sobre isso no próximo post) e no trajeto estava Québec City. Já fomos para Québec City algumas vezes e este não era o objetivo das nossas férias… mas é impossível passar pela cidade e não dar uma paradinha e ficar pelo menos uma noite.

Québec City ou Ville du Québec como é chamada por lá, é a capital da província de Quebéc e a “capital nacional da parte francesa Canadense”. É a única cidade murada da América do Norte, e ponto principal do coração francês do Canadá, sendo banhada pelo imenso Rio São Lourenço. É realmente um lugar encantador e não se parece com nenhum outro lugar da América – temos a impressão que estamos em uma vila Francesa: casas antigas, belos edifícios, igrejas e capelas históricas, pontes de pedra, ruas impecáveis e arborizadas, francês predominando, um castelo, ruas de pedra, cafés e creperias, muitas galerias de arte… um lugar super romântico e que merece ser visitado por aqueles que vem ao Canadá.

O nome da cidade, bem como a da província, vêm de uma palavra de origem algonquina (indígena), que significa passagem estreita. Isto porque a largura do rio São Lourenço na região da cidade de Quebec é de apenas 800 metros. A cidade fica a 800 km de Toronto e a 2h30 de Montréal – todas as vezes que fomos fizemos de carro e a estrada é ótima (Highway 401 até Montreal, depois pegue a rota 40 ou 20 até Québec City – ou ainda faça o trajeto Montreal > Québec pelo interior através do Chemin du Roy, rodovia 138).

Québec City é super famosa e turística e por isso há inúmeros posts na internet de roteiros e dicas do que fazer na cidade. Diante disso eu resolvi escrever um post diferente e falar sobre as minhas 5 atrações preferidas da cidade e arredores. Espero que vocês gostem. Eu tinha pensado em intercalar fotos de nossa viagem de agora com uma que fizemos no inverno (para vocês verem a diferença enorme entre as estações), mas comecei a selecionar as fotos de agora e o post ia ficar gigante, então só fotos do verão! E se vocês me perguntarem eu acho que não tenho uma estação preferida e Québec é linda tanto no verão quanto no inverno! Para entender um pouco sobre como a cidade funciona no inverno clique aqui e veja post sobre o carnaval de Québec.

Continuar lendo

Publicado em Canada, Travel | Marcado com , , , , , , , , , , | 13 Comentários

10 delícias que você não pode deixar de comprar nos supermercados Canadenses

Hoje resolvi falar de uma coisa que todo mundo gosta: comida. Já estava para elaborar uma lista de delícias que eu adoro comprar nos supermercados Canadenses há um bom tempo. Vale lembrar que a lista é de produtos do dia-a-dia e aleatória, ou seja, não está em ordem (ou seja o produto #1 não é o meu preferido). Também, alguns destes produtos podem ser encontrados em outros lugares do mundo; o que quis não foi fazer uma lista de produtos exclusivos (até porque seria quase impossível com a globalização dos dias de hoje) mas de produtos que eu gosto e fazem parte da minha rotina de compras de supermercado semanais. Espero que vocês gostem.

Delicia1

A primeira delícia da minha lista é o ginger ale, um refrigerante feito à base de gengibre. O ginger ale não é só comum no Canadá, mas também nos Estados Unidos, Japão e Inglaterra, e entre as marcas mais famosas está a Canada Dry. Este refrigerante parece um guaraná beeeem menos doce e é super refrescante. Comecei a tomar o ginger ale quando um médico me prescreveu quando estava com problema de má digestão e desde então virei fã.

Delicia2

Se você é como eu e ama bolachas não pode deixar de comer os cookies da President’s Choice. Eu já falei da marca “Escolha do Presidente” aqui no blog – produtos encontrados nos supermercados da rede Loblaws e No Frills. Esses cookies são maravilhosos: crocantes e não muito doces, um dos melhores que já comi. Além de serem muito gostosos o preço é ótimo: o pacote de 300g custa $4 (mas sempre está em promoção por $2).

Continuar lendo

Publicado em Comida, Toronto | Marcado com , , , , , | 12 Comentários

Mata Petisco Bar, dica de restaurante em Toronto

1491572_236643739876471_3221820173452200516_o

Hoje o post será bem visual, mostrando alguns detalhes e pratos do novo restaurante de comida sul-americana de Toronto: o Mata Petisco Bar. O Mata abriu no primeiro dia da Copa do Mundo deste ano e já fomos lá duas vezes. Não tem como não ficar addicted ao local: ambiente lindo, ótimo atendimento e comida espetacular.

Localização: 1690 Queen Street West (para chegar de TTC pegue o streetcar 301 ou 501 da Queen Street West sentido Oeste e salte na estação Roncesvalles).

Horários: Terças a Quintas das 5-10pm, Sextas e Sábados 5-11pm.

Copa do Mundo: como falei aqui no blog, o Mata está com um telão enorme e passando vários jogos da Copa, incluindo todos do Brasil. O schedule dos jogos da copa transmitidos no Mata está aqui.

Continuar lendo

Publicado em Comida, Toronto | Marcado com , , , , , , | 14 Comentários